Acompanhe aqui as últimas notícias e atualizações

19 de setembro de 2014

Para conter a queda no número de leitores no país, projetos em Ponta Grossa incentivam à leitura

William Batista

O número de leitores no Brasil caiu consideravelmente nos últimos anos. Uma pesquisa realizada em 2012, da Retratos da Leitura no Brasil, encomendada pela Fundação Pró-Livro e pelo Ibope Inteligência, mostrou que os brasileiros estão cada vez mais trocando o hábito de ler jornais, revistas, livros e textos na internet por atividades como ver televisão, assistir a filmes em DVD, reunir-se com amigos e família e navegar na rede de computadores por diversão. O índice geral da pesquisa, revelou que houve uma queda de 9,1% no universo de leitores ao mesmo tempo em que a população cresceu 2,9%.


"Conversa entre Amigos"

Pensando em aproximar a leitura das pessoas, a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) conta com um projeto de extensão chamado “Conversa entre Amigos”, que acontece pelo menos três vezes ao ano e tem a presença de um escritor de renome para discutir a leitura no país.

No dia 3 de novembro, às 19h30, no grande auditório do campus central da UEPG, haverá uma palestra com o escritor Luiz Vilela, que por sinal, é autor de livros que terão seus conteúdos exigidos no próximo vestibular da universidade.

Para o professor universitário e autor do projeto de extensão “Conversa entre Amigos”, Michel Sanches Neto, a cultura de leitura na vida dos brasileiros ainda é pouca e o projeto da universidade foi criado para aproximar o leitor de grandes escritores.

No mês passado, Miguel lançou o livro “Muitas Margens – Sete dias da Rodovia”. A obra foi escrita dentro de um furgão entre o trajeto de Apucarana, norte do estado, e Curitiba, pela BR-376, conhecida como a Rodovia do Café.



Projeto "Pega aí - Leitura Grátis"

Outro projeto é de incentivo à leitura existente em Ponta Grossa é o “Pegaí – Leitura Grátis”, uma iniciativa sem fins lucrativos, não governamental, criado na cidade de Ponta Grossa, no Paraná, e mantido por um grupo de pessoas apaixonadas por leitura e que acreditam que os livros não podem ficar guardados na estante, privados de serem lidos, juntando poeira em vez de disseminar conhecimento.

A proposta do projeto é simples: propõe-se às pessoas que doem, peguem, leiam e compartilhem livros.
Qualquer pessoa, de qualquer lugar do Brasil ou do exterior, pode doar livros. O PEGAÍ aceita a doação de obras do “gênero literário” (poesia, soneto, romance, crônicas, contos, ensaios e todos os tipos de literatura).

Hoje, o projeto tem o apoio de 72 voluntários, pessoas que disponibilizam um pouco do seu tempo para essa ação social.

Desde julho de 2013, mais de 12 mil livros já foram entregues para os leitores em 42 “Pegadas Culturais”. Destes, 260 foram restaurados e 630 devolvidos depois de lidos.


Estantes Permanentes:

  • Supermercados Tozetto – Filiais: Jardim Carvalho, Oficinas e Uvaranas.
  • Correios - Agência Centro;
  • Ponto de Venda da Viação Campos Gerais - Terminal Central da cidade de Ponta Grossa;
  • Agência do Trabalhador;



Pontos de Coleta (doação e devolução de livros):

  • 2º Cartório de Protestos e Títulos - Cartório Carneiro;
  • Agência do Trabalhador;
  • Bibliotecas da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) - Campi Central e Uvaranas, e Bloco L no Campus Uvaranas;
  • Correios - Agência Centro;
  • CREA-PR - Ponta Grossa;
  • Delegacia da Polícia Federal;
  • Padaria Brioche;
  • Padaria Deguste;
  • Ponto de Venda da Viação Campos Gerais - Terminal Central da cidade de Ponta Grossa;
  • Sesi Ponta Grossa;
  • Supermercados Tozetto – Matriz: Vila Estrela; e Filiais: Jardim Carvalho, Oficinas, Uvaranas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário