Acompanhe aqui as últimas notícias e atualizações

26 de novembro de 2014

TNews: As perspectivas do agronegócio paranaense e brasileiro para 2015

Engenheiro agrônomo, José R. Tosato em entrevista ao TNews
O agronegócio no Paraná tem apresentado bons resultados neste ano. Estão em altas, as culturas de soja, feijão, batata e trigo. Todos fazem parte da safra de verão 2014/2015, que impõe excelentes perspectivas para o próximo ano. Esta foi a temática do TNews Ponta Grossa desta quarta-feira (26), que ouviu o engenheiro agrônomo, José Roberto Tosato.

O plantio e a colheita de soja é o grande destaque brasileiro de 2014. No exterior, a China é o nosso principal cliente. Quase 55% de toda a soja brasileira é destinada ao país asiático. Só no último ano, o Brasil plantou cerca de 4 hectares de soja. Neste ano, foram em média 5 hectares. No Paraná a situação não é diferente. A produção neste ano foi de 17,1 milhões de toneladas de soja.

De acordo com Tosato,  quando se fala em qualidade da soja, a região dos Campos Gerais saiu na frente das demais regiões do Paraná. Em virtude das fortes chuvas deste ano em logos períodos no estado, a soja resultou em má qualidade em grande parte da região oeste e norte do Paraná.


Brasil perdeu R$ 10 bilhões nas lavouras em 2014

Cientistas que estudam as mudanças do clima, dizem que a estiagem que São Paulo está enfrentando não é um fenômeno isolado. E que, daqui para frente, os chamados eventos extremos vão provocar mais tempestades e mais períodos de seca do que o normal. O volume de água que cai do céu continua o mesmo. Mas a distribuição das chuvas no Brasil está mudando.

Os especialistas apontam que o Brasil perdeu R$ 10 bilhões por queda de produtividade de veranicos muito fortes neste ano. Índices da Embrapa sobre o risco de perdas nas lavouras se nada for feito, sinalizam que até 2050, haverá uma queda de 12% na produção de milho; 16% na de trigo; e de 60% na produção de soja, principal produto do agronegócio.


Soja na economia internacional

Nesta semana a soja tentou reverter as perdas tanto no mercado interno quanto no externo. Na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT), o grão registrou queda de 2,4% na última semana para o vencimento janeiro/2015
Associado à desvalorização do dólar ante o real, o fato gerou queda nos preços domésticos da oleaginosa.

R$ 57,69 foi o valor médio da saca de soja (60 quilos) no Paraná na semana passada, conforme dados da Secretaria Estadual da Agricultura e Abastecimento. O valor é 2,72% menor do que o consolidado na semana anterior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário